IPANEMA
Rua Visconde de Pirajá 407 / 706
Rio de Janeiro – Brasil
+ 55 21 2267-8373
+55 21 2513-2385

 

BARRA DA TIJUCA
Facedental Odontologia
Novo Centro Medico Barrashopping
Av. das Americas 4666 / 407
Rio de Janeiro – Brasil
+55 21 3089-1580
+55 21 3089-1581

Search
 

Novos aparelhos personalizados e invisíveis

Novos aparelhos personalizados e invisíveis

Tecnologia permite tratar os dentes sem o desconforto e o incômodo do aparelho. Conhecido como Incognito, a inovação chegou ao Brasil há pouco mais de um mês

 

 

Personalizado e invisível: este é o novo jeito de corrigir as imperfeições da mordida. Quem deseja ter um sorriso bonito e os dentes alinhados não precisa mais sofrer com os tradicionais aparelhos metálicos. Há alternativas “delicadas” para quem precisa colocá-los com preços salgados, é verdade, mas que podem valer a pena, dependendo das necessidades de cada um.

A mais nova tecnologia chegou ao Brasil há pouco mais de um mês. Conhecido como Incognito, ele tem os brackets discretos, colados na parte interna da arcada dentária, por trás dos dentes. Para colocá-los, o paciente precisa ficar deitado na cadeira do profissional, que também aprende muito com as novas formas de fazer ortodontia.

“Primeiro é tirado o molde, depois eles são digitalizados e enviados para o fabricante na Alemanha. No final, são colados na parte interna dos dentes. No processo é utilizado ouro para a fabricação do aparelho porque é de uma liga mais maleável e se ajusta com mais facilidade aos dentes”, explica o especialista em ortodontia pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Gustavo Bastos.

Opção transparente

No quesito discrição, Gustavo apresenta uma versão “de plástico”, removível, mas que funciona como fixo: o Invisalign. Trata-se de uma série de alinhadores transparentes que são substituídos a cada duas semanas. Cada alinhador é feito sob medida para os dentes, que irão mover-se pouco a pouco até estarem adequados à posição final prescrita pelo dentista. Tudo isso é acompanhado virtualmente, através de um programa de computador.

“Uma característica única desses modelos é a oportunidade de ver a evolução e resultado do tratamento em 3D antes mesmo de iniciá-lo. Por meio do “ClinCheck” da Invisalign, por exemplo, é possível inclusive ver como e quanto os dentes se movimentarão ao longo dos meses e antecipar o sorriso que será conquistado”, garante.

Fim da vergonha

Ana Maria César, de 65 anos, mal pode esperar para ver o resultado antecipado pelo computador nos dentes. Professora de francês, ela contou que seria muito mais difícil caso tivesse que usar um modelo tradicional, com brackets metálicos. Para ela, a melhor opção foi o Invisalign, fabricado nos Estados Unidos.

“Dificilmente faria este tratamento. No meu caso, só tive problemas na mordida, não foi descaso. E quando me vi tendo que usar aparelhos, cheguei a me assustar com a impressão que causaria aos meus alunos. Ainda bem que pude optar pelo aparelho invisível”, relata.

De acordo com o especialista, depois de uma certa idade, os pacientes chegam a deixar de lado a correção ortodôntica por vergonha ou medo de sofrerem demais com os clássicos modelos que muitas vezes esfolam a parte de dentro da boca, além do desconforto normal.

“Aparelho não é feito para doer, mas um desconforto é normal. O que esses aqui oferecem de diferente, neste sentido, é uma melhoria no que diz respeito aos cortes. No Incognito, os brackets (aqueles ferrinhos) ficam na parte interna e no Invisalign eles simplesmente não existem”, explica.

O tempo de tratamento de ambos os modelos é o mesmo de um aparelho tradicional, podendo ser até menor, já que na primeira consulta é possível planejar em quantas semanas serão feitas trocas. Os preços também são fechados logo no início. Para o Incognito, o profissional prevê uma entrada que pode variar entre R$ 8 a 12 mil, e para o Invisalign, de R$ 6 a 10 mil.