IPANEMA
Rua Visconde de Pirajá 407 / 706
Rio de Janeiro – Brasil
+ 55 21 2267-8373
+55 21 2513-2385

 

BARRA DA TIJUCA
Facedental Odontologia
Novo Centro Medico Barrashopping
Av. das Americas 4666 / 407
Rio de Janeiro – Brasil
+55 21 3089-1580
+55 21 3089-1581

Search
 

Como escolher a câmera digital para Odontologia

Como escolher a câmera digital para Odontologia

As câmeras profissionais são as mais indicadas para fins odontológicos, pois apresentam na maioria das vezes as seguintes características

1 – Lentes
Nas câmeras profissionais as lentes podem ser alternadas e a melhor lente para fotos odontológicas, a Macro 100mm, pode ser selecionada. Nas câmeras prosumer as lentes não podem ser substituídas, entretanto possuem lentes ZOOM com mais qualidade do que as das câmeras compactas e que podem simular ou se aproximar às lentes Macro de 100mm.

2 – Controle de abertura e diafragma
As câmeras compactas, com raras exceções permitem o ajuste manual da abertura do diafragma (f) e da velocidade. Nas prosumer e nas profissionais deve-se fechar o diafragma para aumentar a profundidade de campo e estabelecer velocidade e 1/60 s. Nas câmeras profissionais deve se utilizar o diafragma fechado (f = 22) para as fotos intra-orais e mais aberto (f = 8) para as tomadas extra-orais.

3 – Flash
Para se fotografar em odontologia é necessário uma fonte de iluminação externa. O mais adequado é o Flash de ponto, entretanto alguns flashs circulares permitem que apenas parte ou metade seja utilizada. Câmeras profissionais podem receber um flash acoplado externo. Câmeras prosumer não permitem que flash auxiliares sejam acoplados. Desta forma é importante escolher uma câmera prosumer cujo flash esteja disposto próximo à lente em posição ortogonal, ou seja, ao lado ou acima da lente.

4 – Distância de foco
Para se padronizar as tomadas fotográficas é fundamental estabelecer-se desde o começo distancias iguais entre a lente e a cena ou objeto fotografado. Esta distância pode ser estabelecida na própria câmera em alguns modelos profissionais e prosumer ou através de dispositivos externos, como uma varinha ou cabo metálico de tamanho padrão. Estabelecer distâncias de foco padronizadas é a principal garantia de qualidade nas comparações de fotos de pacientes em tempos distintos. Esta padronização deve ser estabelecida tanto para fotos extra-orais como para intra-orais (extra = 1,1m e intra = 14 cm).

5 – Investimento
Com a queda dos preços das câmeras, não existem mais motivos que não justifiquem o ivestimento em uma camera profissional, uma lente de 100mm e um flash externo